O Gurukulam na Taittirīya Upaniṣad | 1 Síntese | Yoga.pro.br

Para os indianos, o conhecimento é sagrado e Divino. Assim, sempre devemos respeitar todo tipo de conhecimento. Atualmente, separam-se os assuntos como sagrados e laicos. Mas, na Índia antiga, cada assunto – acadêmico ou espiritual, era considerado Divino pelo Guru e no Gurukulam (local onde o Guru reside e ensina).

O hábito de não pisar em instrumentos de educação, qualquer que seja, é frequentemente lembrado como um ato de elevada importância de acordo com a cultura indiana. Desde as épocas antigas, essa sabedoria incute em nós uma profunda reverência por livros e pela educação de forma geral. Esta é também a razão pela qual prestamos adoração aos livros e aos outros veículos usados como instrumentos de cultura. Uma vez por ano, há dias de pooja para Saraawathi ou Ayudha Pooja, dedicado à Deusa do Aprendizado. De fato, todos os dias, antes de iniciarmos nossos estudos, nós oramos:

Saraswati namasthubhyam  
Varade kaama roopini  
Vidyaarambham karishyaami  
Sidhirbhavatu me sadaa

“Ó Deusa Saraswati, a provedora da prosperidade e atendente dos desejos,
Eu presto minha reverência a Vós antes de iniciar meus estudos,
Podeis Vós sempre atender-me?”