Eu me curvo a Deus, a Shri Gurudev e a todos os mestres. Eu me curvo a todos vocês e a toda a criação, que é a presença de Deus e dos gurus. Estou orando pelo bem-estar de todos.

Esta é a véspera do mahasamadhi de Sri Gurudev, que aconteceu no dia 2 de dezembro de 2002 em Miami, Estados Unidos, no Hospital Batista. Nós três permanecíamos com Shri Gurudev. Naquela noite, eu disse a Katherine Ma (que agora é Swami Sampurnananda) que eu estava preparado para a partida de Gurudev. Ela estava chocada. Ficamos alertas e acordados a noite toda.

Shri Gurudev era como uma rosa completamente desabrochada, dedicada à Mãe divina. Gurudev é Deus para mim. E Deus é Gurudev para mim. Aquela foi a noite mais dolorosa para nós, mas permanecemos firmes nesse estado mental. Shri Gurudev ocasionalmente abria os olhos e sorria.

Na minha vida, eu já presenciei a partida de algumas pessoas e eu estava orando a Deus e a Gurudev. Ele respirava de maneira pacífica, irradiando divindade e amor. O que falar de Gurudev? Não há palavras para descrevê-lo. Ele é tudo para mim.

A vida é um presente, mas o que estamos fazendo com ela? Shri Gurudev foi um presente de Deus para mim, junto com o presente da vida. Como um ser humano, eu tenho as minhas limitações, mas pelo amor de Gurudev, estou livre de limitações. Eu me recordo do seu amor e dos seus ensinamentos a todo momento. Especialmente durante esses dias, isso é mais intenso para mim.

A última ligação de Gurudev para mim foi em 23 de novembro de 2002. Eu estava em Londres e ele me pediu para ir até ele o mais rápido possível. Eu cheguei no dia 25 de novembro. De 25 de novembro até o seu mahasamadhi nós permanecemos juntos. Tudo isso aconteceu no hospital, mas ele cantava e nos fazia cantar canções em bengali.

Shri Gurudev me perguntou duas vezes durante esse período: “eu estou pronto?” (“eu” na verdade, era o Guruji) e eu respondi “sim”. Na vida, nós precisamos de preparação. Nós lemos a Bhagavad Gita. Tasmat sarveshu kaleshu ma’am anusmara yudhya cha (Bhagavad Gita  8:7) – “durante todos os momentos, nós devemos ser guerreiros para lutar com nossas negatividades e vícios.” O momento mais doloroso foi essa ocasião, com o Gurudev no hospital.

Em janeiro de 2002, Deus levou o meu pai de volta para ele e, em dezembro de 2002, Gurudev. 2002 é um ano muito especial. Começa com uma separação e termina com o mahasamadhi de Gurudev. Deus é muito gentil. Na noite da partida de meu pai, eu proferia uma palestra sobre a Bhagavad Gita em Bhubhaneshwar. Depois desse evento, eu fui até a cremação.

Agora o ano termina com o mahasamadhi de Shri Gurudev. Esta é a última noite com ele. Vamos viver com essa lembrança amorosa. Vamos orar sinceramente e mudar nossas vidas de maneira positiva, pois ela é uma oportunidade dada por Deus. Nós agora estamos na sua morada divina, o ashram de Shri Gurudev e aqui nós estamos em sua presença sutil.

Eu me curvo a Shri Gurudev e a Deus. Eu oro por todos vocês. Que possamos cessar com as nossas conversas inúteis e pensamentos negativos e que possamos tornar nossas vidas como flores dedicadas a Deus e aos gurus. Obrigado a todos.

Com amor,
Prajnanananda

Um comentário

Deixe uma resposta

0
    0
    Seu carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar à loja
    %d blogueiros gostam disto: