Por que adoramos tulasi (manjericão sagrado)?

Em Sânscrito, tulanaa naasti athaiva tulasi – aquilo que é incomparável (em suas qualidades) é o tulasi.

Para os indianos esta é uma das plantas mais sagradas. Na verdade, ela é conhecida como a única coisa que pode ser usada para adoração e depois pode ser lavada e re-usada em um pooja – pois é considerada auto-purificadora.

Há uma lenda que Tulasi era a devotada esposa de Shankhachuda, um ser celestial. Ela acreditava que o Senhor Krishna a havia enganado para que ela pecasse. Então ela o amaldiçoou para que Ele se tornasse uma pedra (shaaligraama). Vendo sua devoção e seu bom comportamento, o Senhor a abençoou dizendo que ela se tornaria a planta adorada, tulasi que Ele usaria para adornar sua cabeça.

Além disso, todas as oferendas seriam incompletas sem a folha do tulasi – daí a adoração do tulasi.

Esta planta também simboliza a Deusa Lakshmi, a consorte do Senhor Vishnu. Aqueles que desejam ser virtuosos e ter uma vida em família feliz adoram a tulasi.

Tulasi é casada com o Senhor com toda a pompa e festividade como em qualquer casamento.

Isto porque, de acordo com outra lenda, o Senhor a abençoou para que ela fosse Sua consorte. Satyabhama uma vez pesou o Senhor Krishna contra toda a sua lendária fortuna. A balança não se moveu até que uma única folha de tulasi foi colocada junto com a fortuna na balança por Rukmini, que o fez com muita devoção.

Desta maneira a tulasi desempenhou o papel vital de demonstrar ao mundo que mesmo um pequeno objeto ofertado com devoção significa mais para o Senhor que toda a riqueza do mundo.

A folha da tulasi possui grande valor medicinal e é usada para curar várias enfermidades, incluindo o resfriado comum.

Yanmule sarvatirhaani
Yannagre sarvadevataa
Yanmadhye sarvavedaascha
Tulasi taam namaamyaham

Eu reverencio a tulasi, em cuja base
 se encontra todos os locais sagrados,
em cujo topo residem todas as Divindades e
 em cujo meio estão todos os Vedas.

Leave a Reply

4 × quatro =